Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

22/06/2022 - 17h59TJMG destinará mais de 2 toneladas de alimentos a população vulnerávelGêneros alimentícios, como arroz, feijão e açúcar, foram arrecadados em evento solidário

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais fará, nos próximos dias, a destinação de mais de duas toneladas de alimentos não perecíveis e agasalhos a quatro entidades beneficentes de Belo Horizonte. Os donativos foram arrecadados durante o Arraial da Solidariedade, realizado na semana passada. O evento, organizado pelo TJMG em parceria com entidades representativas dos servidores, reuniu autoridades, magistrados, profissionais que atuam no Judiciário e comunidade jurídica para um momento de confraternização, com foco na assistência e no apoio às pessoas em situação de vulnerabilidade. Donativos serão encaminhados a quatro entidades assistenciais (Crédito: Divulgação/TJMG) Cada participante do evento fez a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis e/ou agasalhos. Entre os itens arrecadados estão arroz, feijão, açúcar, macarrão, óleo, fubá, leite e café, bem como outros gêneros alimentícios de primeira necessidade, que serão destinados a entidades indicadas pelo Núcleo de Voluntariado do TJMG. O presidente do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes, afirmou que o Judiciário demonstrou empatia e amor ao próximo ao organizar um evento para que as pessoas fizessem doações. “O evento também marcou, de forma solidária, o final de minha gestão, que se encerra na próxima semana, e serviu para festejarmos todas as conquistas e avanços do último biênio”, afirmou. A presidente do Núcleo de Voluntariado do TJMG, desembargadora Maria Luíza de Marilac, explicou que a intenção do TJMG é fazer a destinação mais adequada para os alimentos arrecadados. Por isso, serão contempladas instituições conhecidas por sua seriedade e comprometimento com o trabalho desenvolvido em prol das pessoas em situação de vulnerabilidade. “No contexto atual, ainda sob os efeitos da pandemia de covid-19, esse é um auxílio significativo e, para alguns, até mesmo indispensável. O Judiciário não pode fechar os olhos a essa realidade. Precisamos nos engajar nas causas sociais e ajudar a construir soluções”, afirmou. Arraial solidário foi realizado pelo TJMG e entidades parceiras no dia 15/6 (Crédito: Mirna de Moura/TJMG) A desembargadora disse ainda que as instituições escolhidas atuam com públicos persificados e estão aptas a avaliar onde estão as necessidades e como supri-las. “Nossas doações e nossa solidariedade podem transformar a realidade das pessoas. O trabalho do Núcleo de Voluntariado tem o objetivo de ir além, não só promovendo campanhas de arrecadação, mas também sensibilizando as pessoas para as necessidades que estão ao nosso redor. Ao se mobilizar, o Judiciário dá visibilidade às ações solidárias e serve de exemplo para que outras instituições também se engajem.” O Arraial da Solidariedade foi realizado em parceria com o Sindicato dos Servidores da Justiça de 2ª Instância do Estado de Minas Gerais (Sinjus), o Sindicato dos Servidores da Justiça de Primeira Instância do Estado de Minas Gerais (Serjusmig), o Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado de Minas Gerais (Sindojus), a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg) e o Colégio Notarial do Brasil. Diretoria de Comunicação Institucional – Dircom Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG (31) 3306-3920 imprensa@tjmg.jus.br instagram.com/TJMGoficial/ facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial  
22/06/2022 (00:00)
Visitas no site:  1253964
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia