Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

17/05/2024 - 18h15TJMG realiza mais uma edição da Oficina Gerencial e JurídicaAção foi realizada em Varginha e teve também participação do Núcleo da Efej em São Lourenço

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por meio da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), realizou, na quinta-feira (16/5) e nesta sexta-feira (20/5), a 23ª edição da Oficina Jurídica e Gerencial, no Centro Universitário do Sul de Minas (Unis), em Varginha. Também foram feitas visitas a escolas, como parte do Programa Conhecendo o Judiciário. Mesa de honra durante a abertura da 23ª Oficina Jurídica e Gerencial em Varginha  (Crédito: Valéria Vianna/TJMG) O objetivo do encontro foi estimular a análise e o debate de temas do Direito, gerenciais e humanossociais, possibilitando a troca de experiências e conhecimento para o constante aprimoramento jurídico e gerencial do Judiciário mineiro. O foco das oficinas é ampliar e fortalecer as ações da Ejef na capital e no interior de Minas Gerais, de modo a se aproximar e atender às necessidades de formação e desenvolvimento de cada região.  A 23ª Oficina Jurídica e Gerencial promoveu troca de experiências e apresentou propostas para a área de gestão de pessoas e de processos de trabalho, além de sugestões para a realização de cursos pela Ejef que atendam às demandas da região e o estímulo à continuidade das visitas às escolas. A programação no primeiro dia contou com uma reunião com gestoras, gestores, assessoras, assessores, assistentes sociais, psicólogas, psicólogos, servidoras e servidores dos foros das comarcas pertencentes aos Núcleos Regionais da Ejef de Varginha e também de São Lourenço. Em seguida, foi realizado um encontro com magistradas e magistrados, presidido pelo 2º vice-presidente do TJMG e diretor superintendente da Ejef, desembargador Renato Dresch. O primeiro núcleo inclui, além de Varginha, os municípios de Boa Esperança, Cambuquira, Campanha, Campo Belo, Elói Mendes, Nepomuceno, Perdões e Três Corações. O núcleo de São Lourenço engloba as cidades de Aiuruoca, Baependi, Caxambu, Conceição do Rio Verde e Cruzília. Nesta sexta-feira (17/5), foram realizadas as oficinas gerencial, jurídica e humanossocial. Participaram da mesa de honra o juiz auxiliar da 2ª Vice-Presidência Carlos Márcio de Souza Macedo, representando o 2º vice-presidente do TJMG e diretor superintendente da Ejef, desembargador Renato Dresch; o diretor do Foro da Comarca de Varginha, juiz Antônio Carlos Parreira; o coordenador do Núcleo Regional da Ejef de Varginha, juiz Pedro Parcekian; o juiz Robert Lopes de Almeida, da 5ª Vara Cível da Comarca de Betim; a gerente administrativa de formação da diretoria executiva de Desenvolvimento de Pessoas (Dirdep) do TJMG, Lorena Assunção Belleza Colares, representando a diretora a Dirdep, Ana Paula Prosdocimi; o diretor executivo de Gestão da Informação Documental (Dirged) do TJMG, Fernando Rosa e o reitor do Centro Universitário do Sul de Minas, professor Felipe Flausino. O evento foi sucesso de público e contou com a participação de magistrados e servidores dos Núcleos da Ejef de Varginha e de São Lourenço (Crédito: Valéria Vianna/TJMG) Participação ativa Para o juiz Carlos Márcio de Souza Macedo, o evento foi bem sucedido. “É uma grande responsabilidade estar aqui representando o desembargador Renato Dresch, após ele ter sido obrigado a retornar a Belo Horizonte. Estamos no penúltimo encontro da nossa gestão, do total de 24 núcleos da Ejef.  E dessa vez unimos dois núcleos, o de Varginha e de São Lourenço. Foi uma experiência ótima e vimos a reação das pessoas, que gostaram muito e marcaram presença neste encontro. Foi um sucesso”, disse. O diretor do Foro de Varginha, juiz Antônio Carlos Parreira, disse que o curso foi excelente. "Na quinta-feira (16/;5), tivemos um bate-papo com o desembargador Dresch, que deu a tônica de que o evento seria uma experiência muito positiva. As oficinas abriram caminhos, horizontes para todos nós aqui do interior, que ficamos mais isolados. A nossa expectativa era mesmo que ele abrisse a mente dos servidores e magistrados, demonstrando a excelência do serviço que está à disposição de todos nós, pela Ejef”, afirmou. Alinhado com o pensamento dos outros magistrados, o coordenador do Núcleo Regional da Ejef de Varginha, juiz Pedro Parcekian, agradeceu a presença dos desembargadores e juízes. “Estamos extremamente gratos, pois é muito difícil o pessoal do interior se deslocar para Belo Horizonte, onde ocorre a maioria dos cursos e eventos. Então, eu não poderia deixar de destacar a importância da interiorização da Ejef. A experiência toda foi muito proveitosa”, disse. O diretor executivo de Gestão da Informação Documental (Dirged) do TJMG, Fernando Rosa, abriu os trabalhos com a oficina gerencial nesta sexta-feira (Crédito: Valéria Vianna/TJMG) Oficinas A oficina gerencial contou com palestra do juiz Robert Lopes de Almeida, com o tema “Gestão de Processos e Gestão de Pessoas”, que teve a mediação do juiz Carlos Márcio de Souza Macedo. Foram abordados pontos como produtividade e saúde do trabalhador. Também foram realizadas atividades em grupo e discussão sobre os temas tratados.  A etapa jurídica teve palestra do desembargador Osvaldo Firmo sobre “Judicialização da Saúde”. “Abordei na apresentação um chamado aos juízes e juízas dessa região para que haja rigorosa observância de precedentes qualificados do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça. A discussão a respeito da judicialização da saúde precisa de maior cuidado, pois existem especificidades e é necessário considerar determinadas orientações para as decisões na área de saúde”, salientou.  E, para fechar a terceira oficina, o tópico humanossocial foi abordado pelo servidor Gilberto Rodrigues, da Comarca de João Monlevade, e pela servidora Jussara de Souza Lemos Moraes, assistente social judicial da Comarca de Varginha A etapa incluiu atividades de reflexão inpidual, palestra, troca de experiências e histórias compartilhadas. O desembargador Osvaldo Firmo (de pé) ministrou a palestra sobre o tema "Judicialização na Saúde" (Crédito: Valéria Vianna/TJMG) Conhecendo o Judiciário Durante os dois dias de evento, foram realizadas visitas a escolas e a uma universidade dentro do Programa Conhecendo o Judiciário. Magistradas, magistrados, servidoras e servidores estiveram com estudantes de Direito do Centro Universitário do Sul de Minas (Unis), e nas escolas estaduais Brasil, Pedro Alcântara e Deputado Domingos de Figueiredo para falar sobre o funcionamento do Poder Judiciário. As visitas e palestras foram realizadas pelos desembargadores Osvaldo Firmo e Armando Freire; pelos juízes Carlos Márcio de Souza Macedo, Pedro Parcekian, Antônio Carlos Parreira, Robert Lopes de Almeida, Tarcísio Moreira de Souza (da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Varginha), Maraíza Maciel Costa (da 2ª Vara Criminal e da Infância e da Juventude de Varginha); pelo diretor Fernando Rosa; pela gerente Lorena Assunção Belleza Colares e pelas servidoras do TJMG Renata Custódio de Oliveira Domingueti Silva, Maria Aparecida Caldonazzo de Almeida e Jussara de Souza Lemos Moraes. Diretoria Executiva de Comunicação – Dircom Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG (31) 3306-3920 imprensa@tjmg.jus.br instagram.com/TJMGoficial/ facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial
17/05/2024 (00:00)
Visitas no site:  1826241
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia