Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

09/10/2019 - 16h39Trabalho em conjunto foi destaque no Encontro de Gestores"Gestão com Alta Performance" foi o tema do evento que reuniu dezenas de servidores

A 2ª vice-presidente, desembargadora Áurea Brasil: "Precisamos de ambientes em que as pessoas possam dialogar, duvidar, discutir, questionar e compartilhar saberes"   Pessoas. Essa foi a tônica do 19º Encontro de Gestores da Comarca de Belo Horizonte e região, que teve como tema “Gestão com Alta Performance: como aplicar os resultados? ”. O evento aconteceu nesta quarta (9/10), no Fórum Lafayette Unidade Raja Gabaglia. Inicialmente, a desembargadora Áurea Maria Brasil, 2ª vice-presidente e superintendente da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), anunciou: “Já é conhecida nas organizações a expressão: o nosso bem mais precioso são as pessoas”. A desembargadora representou o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Nelson Missias de Morais, a quem atribuiu um olhar humanizado para a realização da justiça. Ao discorrer sobre a importância das pessoas, citou o psicólogo e educador russo Lev Vygotsky: “Precisamos de ambientes em que o conhecimento já sistematizado não seja tratado de forma dogmática e esvaziado de significado. Precisamos de ambientes em que as pessoas possam dialogar, duvidar, discutir, questionar e compartilhar saberes. Lugares em que as pessoas tenham autonomia, possam pensar, refletir sobre seu próprio processo de construção de conhecimentos e ter acesso a novas informações. Onde haja espaço para as diferenças, para as contradições, para o erro, para a criatividade, para a colaboração e para as transformações”. No mesmo caminho, seguiu o juiz diretor do foro de Belo Horizonte, Chrystiano Generoso. “Todos somos tijolos da mesma casa. Todos são importantes para fazer valer a pacificação social. Ressalto a importância deste encontro, principalmente pela oportunidade de compartilhar conhecimentos e experiência, com a finalidade de aperfeiçoar a capacidade de atuação dos órgãos para melhorar a eficácia da prestação jurisdicional.” Provimento 369/2019 Juiz diretor do foro de Belo Horizonte, Chrystiano Generoso destacou a inovação da ferramenta de coleta de dados estatísticos Chrystiano Generoso citou algumas ações com foco em resultados, dando destaque para a publicação do Provimento 369/2019, que dispõe sobre a estrutura, as atribuições e o funcionamento dos serviços auxiliares da Direção do Foro da capital. O trabalho de elaboração do provimento foi concluído sem a criação de cargos ou despesas para o TJMG. O que se oficializou foi a estrutura, a organização, a hierarquia e o funcionamento de serviços há muito em atividade e indispensáveis à prestação jurisdicional, destacou o juiz. Segundo Chrystiano Generoso, uma das inovações foi a ferramenta de coleta de dados estatísticos. O objetivo das estatísticas é proporcionar um estreitamento nas relações entre a Direção do Foro e os setores envolvidos, para desenvolver ações que possam melhorar e aprimorar as tarefas desenvolvidas pelos serviços auxiliares. Um dos setores oficializados por meio do provimento foi a Assessoria de Comunicação Institucional do Fórum Lafayette (Ascom-For). Ao explicar o papel, as dificuldades e o funcionamento do setor, o servidor e jornalista Raul Machado seguiu a trilha do lado pessoal e conclamou os colegas a cooperar com a Ascom. O servidor e jornalista Raul Machado explicou aos gestores como identificar, em meio aos processos, temas que podem ser de interesse da comunidade para pulgação Para o trabalho da assessoria, é essencial identificar o que é notícia na rotina do Judiciário e atender os meios de comunicação externos no tempo certo. Para isso, o servidor explicou aos gestores como fazer isso, no meio dos numerosos processos que tramitam nas varas. “Que tipo de informação atrai? Fatos que afetam o cotidiano do cidadão e que tenham relevância social, como o aumento de uma passagem de ônibus, questões relacionadas à água, luz... Projetos que melhorem a vida em comunidade, como o Centro de Reconhecimento de Paternidade. E também decisões inéditas, improváveis, que geram empatia, ou fatos polêmicos, tragédias, casos que envolvem pessoas públicas. Tudo isso passa pelas mãos de vocês e são potenciais notícias”, disse. Palestra O palestrante Otávio Grossi falou sobre construção de objetivos e resultados-chave. Citando exemplos e experiências, ele disse que a grande virada para o alcance de resultados é quando o gestor encontra produtividade ao lado do seu grupo, é quando há o desenvolvimento em conjunto. Citou estudos que revelam, entre outros pontos, que a conectividade social ajuda a elevar a produtividade e, consequentemente, ampliar os resultados. “Se não me entendo junto das pessoas, a cultura não me move”, afirmou. O palestrante Otávio Grossi destacou a importância "do amor pelo que se faz" como ponto de partida para se alcançar um propósito Ele falou ainda sobre liderança e flexibilidade, equipe e interdependência, processo e autonomia, desempenho e reação. E disse que o amor pelo que se faz é o primeiro ponto para alcançar o propósito. Competência, habilidade, atitude e entrega também foram destaques. Segundo ele, competência é o que uma pessoa deve possuir para desenvolver um trabalho, é o saber técnico; habilidade é o que se adquire com a prática, com experiências; atitude é a ética com a qual se pode agir. E com todos esses atributos se faz a entrega. Encerramento O gestor da 2ª Vara de Pedro Leopoldo, Juliano Ribeiro Cunha, elogiou o encontro. “A gente está sempre querendo melhorar. Foi possível ver a vida de forma mas ampla, não só profissionalmente. Nos engrandece e faz refletir, porque no cotidiano a gente é consumido pelo volume de trabalho. Volto com novos objetivos e tentando observar mais o outro. A flexibilidade talvez seja um ponto a trabalhar”, afirmou. Robson Eduardo Fonseca Pinto, gerente de apoio à Direção do Foro (Geapa), encerrou agradecendo a todos pela participação e pela apresentação de ricos conteúdos. Para a desembargadora Áurea Brasil, o dia representou o encontro de seu passado como diretora do foro com seu presente como superintendente da Ejef. Ela manifestou sua satisfação por estar em um ambiente acolhedor, cercada de pessoas tão envolvidas. O evento iniciou-se com um canto em conjunto e terminou da mesma forma. A 2ª vice-presidente acrescentou que, por carregar Brasil no sobrenome, não poderia deixar de pedir que o servidor Joubert Oliveira cantasse o Hino Nacional. Integrante da equipe da Ascom-For e cantor lírico, Joubert foi o locutor do evento. Ao cantar o hino, foi acompanhado pelos presentes. A desembargadora lembrou que era ele quem cantava o hino nos eventos, quando ela trabalhava no Fórum Lafayette. Grossi também encerrou a palestra cantando e convidou os participantes para fazer coro. O cântico que escolheu é entoado por mulheres africanas ao fim do trabalho, quando voltam para casa, para seus filhos, e significa algo como ter cumprido seus propósitos. Foi o que ele desejou a todos.  
09/10/2019 (00:00)
Visitas no site:  143001
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia