Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

TSE desaprova contas eleitorais do PSC referentes a 2016

Nesta quinta-feira (14), o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade, desaprovar a prestação de contas do Partido Social Cristão (PSC) referente às Eleições 2016. Como consequência, o partido deixará de receber uma cota dos recursos do Fundo Partidário. De acordo com parecer do Ministério Público Eleitoral, houve irregularidades em percentual expressivo, que comprometeu a transparência e a confiabilidade das contas naquelas eleições. Conforme observou o MPE, a legenda se omitiu quanto à obrigação de prestar contas relativas ao segundo turno, embora tenha havido candidatos concorrendo em prefeituras municipais. Além disso, não informou sobre repasse de recursos do Fundo Partidário a diretórios estaduais durante o período eleitoral. O relator do recurso, ministro Alexandre de Moraes, destacou que foi constatada a realização de doações no período eleitoral a diretórios partidários no total de R$ 300 mil que não foram contabilizados pelo diretório nacional. “O partido não obteve êxito em comprovar a natureza ordinária do repasse. A omissão de doações e a correspondente ausência de trânsito nos respectivos recursos constitui específica irregularidade grave diante da lisura das contas de campanha”, afirmou. Ressalva O ministro Luis Felipe Salomão acompanhou o relator, mas fez uma ressalva relacionada à responsabilidade de aplicação de penalidades na prestação de contas do diretório nacional quando se comprova irregularidades na ação por parte das agremiações regionais. “Quero apenas ressalvar a eventual responsabilização objetiva, quando na análise das contas, se referir ao ponto dos diretórios regionais, porque penso que não se poderia responsabilizar o diretório nacional nessas hipóteses. Ressalvo nesse ponto, mas no geral acompanho o voto do eminente relator”, ressaltou. TP/CM Processo relacionado: PC 000042392 Tags:#Sessão Gestor responsável: Assessoria de Comunicação Últimas notícias postadas Recentes TSE confirma inelegibilidade de Fernando Pezão por abuso de poder político e econômico nas Eleições 2014 Ex-governador do RJ teria concedido benefícios a empresas em troca de doações para campanha eleitoral Aprovada atualização de norma disciplinar aplicada a autoridades da Justiça Eleitoral Resolução servirá de guia para a orientação das unidades locais em inspeções, correições e procedimentos disciplinares Nunes Marques e Maria Cláudia Bucchianeri participam da primeira sessão como integrantes do TSE Ministro e ministra tomaram posse como substitutos em agosto deste ano
14/10/2021 (00:00)
Visitas no site:  963422
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia