Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

19/09/2019 - 16h08Presidente é agraciado com Comenda Resistência CidadãHonraria, entregue pelo artista Oscar Araripe, é dada aos que contribuem para aprimoramento do Direito

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias de Morais, foi homenageado nesta quinta-feira, 19 de setembro, com o diploma e a medalha da Comenda da Resistência Cidadã, concedidos pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Grupo foi recebido no Gabinete da Presidência  O chefe do Judiciário estadual mineiro recebeu a honraria durante visita do escritor e artista plástico Oscar Araripe, que presenteou o presidente com um catálogo de sua produção artística. O encontro aconteceu no gabinete da Presidência, no Edifício Sede do TJMG, em Belo Horizonte. Nelson Missias de Morais disse estar muito emocionado com a homenagem, dizendo-se “um apaixonado tanto pela arte quanto pela história do Brasil.” O artista Oscar Araripe afirmou que é uma honra agraciar uma pessoa com grande sensibilidade política. “O desembargador Nelson Missias é um defensor dos direitos humanos, com um gosto aguçado para a arte e de grande sensibilidade”, disse o pintor. A Comenda da Resistência Cidadã presta homenagem a personalidades e entidades brasileiras e internacionais que contribuem para a defesa e o aprimoramento do Direito, da cultura e das liberdades democráticas. Ouça o podcast com as palavras do artista Oscar Araripe:     “Tiradentes, o animoso alferes” Em 2017, o artista Oscar Araripe doou um de seus quadros ao TJMG, que foi colocado no saguão de entrada do Edifício Sede, na capital mineira. Intitulada “Tiradentes, o animoso alferes” (1992), a peça doada, uma acrílica sobre tela sintética de 3x3m, é baseada no “Romanceiro da Inconfidência”, de Cecília Meireles. É uma versão mineira de um quadro que está na Faculdade Nacional de Direito, no Rio de Janeiro, onde o artista estudou. A obra já foi exposta nos Museus da Inconfidência, em Ouro Preto, e da República, na capital fluminense, entre outros locais. Oscar Araripe apresentou suas obras em persos países, como México, China, Inglaterra, França, Estados Unidos, Espanha, Eslovênia, Grécia e Cuba. Expôs a obra “Extinção Nunca Mais” na Conferência das Nações Unidas — ECO-92, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, alcançando mais de 2 milhões de visitantes. Seu trabalho figura também no Forever Memorial das Olimpíadas. É conhecido por ter abraçado causas como o Protocolo de Intenção para Desculpas Recíprocas entre Portugal e Brasil, no qual figuram os portugueses, pelo que fizeram sofrer os inconfidentes, especialmente o alferes Joaquim José da Silva Xavier, e os brasileiros, pela expulsão das famílias real e imperial. Também por proposição do artista foi instituído pelo governo federal o Dia Nacional da Liberdade em 12 de novembro, data de nascimento de Tiradentes. Presenças Participaram da reunião o desembargador Afrânio Vilela, 1º vice-presidente do TJMG; a desembargadora Valéria Rodrigues de Queiroz, superintendente da Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal; a esposa de Oscar Araripe, Cidinha Araripe; e o filho do casal, o estudante de Direito Octávio Araripe.  
19/09/2019 (00:00)
Visitas no site:  142954
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia