Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

13/02/2020 - 12h38Comarca de João Pinheiro vai receber ApacCom a nova unidade da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado, serão 39 em todo o estado

  Audiência pública realizada na Comarca de João Pinheiro para implantação da Apac, conduzida pelo juiz diretor do foro da comarca, Rodrigo Martins Faria Uma nova unidade da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) vai ser inaugurada, dessa vez, na Comarca de João Pinheiro, região Noroeste de Minas Gerais. A previsão é que ela comece a funcionar ainda este ano. O primeiro passo já foi dado, com a realização de uma audiência pública, em novembro de 2019, com a participação de representantes da Justiça, da Polícia Civil e Militar, da administração carcerária e da administração pública locais. O Método Apac caracteriza-se por uma disciplina rígida, baseada no respeito, na ordem, no trabalho e no envolvimento da família do recuperando. Na Apac, os recuperandos têm acesso a estudo, trabalho, reflexão e saúde e mantêm contato com familiares. Para o diretor do foro da comarca, juiz Rodrigo Martins Faria, a criação de uma unidade da associação em João Pinheiro é fundamental. "A Apac vem se mostrando essencial na efetiva restauração dos recuperandos", diz ele.   Representantes dos poderes públicos locais e da comunidade participaram da reunião Em média, lembra o juiz, os egressos da Apac apresentam índice médio de reincidência da ordem de 25%, ao passo que a reincidência no sistema convencional gravita em torno de 75%. “Além disso, o custo médio do recuperando no sistema Apac é infinitamente inferior ao custo médio do preso no sistema comum, o que acarreta economia de recursos públicos’’, ressaltou. O magistrado reforça a importância do método: "A consequência natural do baixo índice de reincidência proporcionado pela Apac é a redução da criminalidade e, portanto, o incremento da segurança pública. E não se pode perder de vista o impacto social positivo decorrente da recuperação de um cidadão, que beneficia sua família e a sociedade em que está inserido". O número de vagas que serão disponibilizadas ainda não foi definido. Mas, de acordo com o juiz, já existe uma lista de espera inicial para os sentenciados que deverão cumprir pena lá. Com a nova unidade em João Pinheiro, serão 39 Apacs em todo o estado.  
13/02/2020 (00:00)
Visitas no site:  627932
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia