Controle de Processos

Usuário
Senha

Notícias

06/12/2018 - 17h09Magistrado é agraciado com medalha da MarinhaDesembargador foi laureado em agradecimento por serviços prestados

Na noite de ontem, 5 de dezembro, o desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant recebeu a Medalha e o Diploma Amigo da Marinha na sede da Capitania Fluvial de Minas Gerais, instalada ontem na capital mineira. A honraria, uma das condecorações concedidas pela Marinha do Brasil em tempo de paz, distingue personalidades que não pertencem à força militar encarregada das operações navais e da guarda de águas territoriais brasileiras.  Magistrado recebe a Medalha Amigo da Marinha A comenda foi criada em 1966, sendo outorgada a personalidades civis, militares do Exército e da Aeronáutica e a instituições que se destacaram no relacionamento com a Marinha do Brasil, na defesa do mar e da sua importância para o País e na pulgação espontânea e na promoção dos valores atinentes a essa Força Armada. Os agraciados devem cumprir requisitos de idoneidade moral e conduta pessoal condizentes com os padrões que a Marinha exige de seus integrantes; de interesse pela Marinha e pelos assuntos ligados ao Poder Marítimo; e de atividade destacada em prol dos interesses da Marinha. A cerimônia foi presidida pelo Capitão dos Portos de Minas Gerais, capitão de Mar e Guerra Nicácio Satiro de Araújo, e pelo comandante do 1º Distrito Naval, vice-almirante José Augusto Vieira da Cunha de Menezes. O homenageado frisou a importância de Belo Horizonte passar a sediar a Capitania dos Portos e citou sua ligação com a Marinha A abrangência da Marinha sobre o estado de Minas Gerais é pidida por três comandos: o do 1º Distrito Naval, que também abarca o Rio de Janeiro e o Espírito Santo; o do 2º Distrito Naval, que ainda é responsável pela Bahia e por Sergipe; e o do 8º, que inclui além da parte mineira São Paulo, Paraná e Goiás. O desembargador ressaltou sua gratidão pelo reconhecimento. "A homenagem conferida pela Sociedade dos Amigos da Marinha muito me honra, haja vista não só a minha relação familiar com um de seus fundadores, meu primo trisavô Felisberto Caldeira Brant, como também pelo imbricado relacionamento de admiração que detenho pelos relevantes e destacados serviços que esta Arma presta ao Brasil", declarou. Ele destacou, ainda, que a instalação da Capitania dos Portos na Capital mineira "é de grande importância estratégica não só para Minas Gerais – estado conhecido como a 'caixa d'água brasileira' – como também para a Marinha do Brasil, que teve seu primeiro ministro civil o mineiro e ex-presidente do estado, Raul Soares de Moura", afirmou. Foram homenageados, além do desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant, os conselheiros do Tribunal de Contas de Minas Gerais, Sebastião Helvecio Ramos de Castro e Gilberto Diniz; a  procuradora-geral do Ministério Público de Contas de Minas Gerais, Elke Andrade Soares de Moura; o procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais Denílson Feitosa; os jornalistas Carlos Lindemberg Spínola Castro, J. D. Vidal, Eujácio Antônio Silva e José Aparecido Ribeiro; o empresário Fabiano Cazeca; os professores universitários Joaquim Carlos Salgado, Daniela Muradas, José Luiz Borges Horta, Jamile Bergamasco e Hermes Vilchez Guerrero; o vice-presidente do Cruzeiro Esporte Clube Ronaldo Granata, o advogado Levindo Ramos de Castro, o publicitário Claudinei Franzini, o administrador¿ Valseni Braga e a estudante Mariane Andreia Cardoso dos Santos. Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG (31) 3306-3920 imprensa@tjmg.jus.br facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial
06/12/2018 (00:00)
Visitas no site:  42961
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia